Tasso: “É preciso uma atenção muito grande e tentar consertar ou minorar eventuais injustiças” - Tasso Jereissati

Tasso: “É preciso uma atenção muito grande e tentar consertar ou minorar eventuais injustiças”

Imprimir

O relator da Reforma da Previdência no Senado, senador Tasso Jereissati (PSDB), reafirmou nesta manhã, durante entrevista à Rádio Jovem Pan, seu compromisso com a elaboração de um relatório “equilibrado”. Ao assegurar que está “ouvindo sugestões, pleitos de todos os segmentos da sociedade”, ele ressaltou que “é preciso uma atenção muito grande e tentar consertar ou minorar eventuais injustiças que possam ter acontecido no texto na Câmara. Ao mesmo tempo, ter sempre em mente que o equilíbrio orçamentário é fundamental para o País”. Durante o dia de hoje ele participará na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado de uma nova série de audiências públicas, que debatem a proposta de reforma. Nesta sexta-feira, ele entregará na Comissão seu relatório, que será lido oficialmente na próxima quarta-feira, dia 28.

SANEAMENTO – Autor do Projeto que moderniza o Marco Regulatório do Saneamento Básico no país, e que já foi aprovado no Senado, Tasso acredita que a Câmara dos Deputados deverá aprovar a matéria ainda neste ano. “Essa é uma obrigação nossa. Talvez não exista nenhum outro problema tão grave no Brasil, e em alguns pontos eu vou dar maior importância do que a própria reforma da Previdência, porque é uma questão que interfere na saúde, na educação, na produtividade, e até no custo da Previdência”, disse.

EMBAIXADA – Sobre a possível escolha do deputado federal Eduardo Bolsonaro para a Embaixada dos Estados Unidos, Tasso considerou que o envio da indicação ao Senado neste momento não é conveniente. “Esse é o momento mais inoportuno para essa indicação”.